Buscar

Seguidores

Visitas



{Terça Insana} - Sobre acreditar...

Como é bom ser criança né?! Em tempos difíceis como esse que estamos vivendo, politica e financeiramente falando, o brasileiro é levado a desacreditar de tudo, sobrou até pro coelhinho da Páscoa, Papai Noel e sua turma.

Vi várias pessoas falando que são contra o consumismo e que por isso contaram aos seus filhos que não existe nada dessas crendices e nem chocolate deram na Páscoa para que entendessem que não é esse o símbolo da data.

Menos né gente, menos. Eu me indignei com algumas coisas e resolvi escrever sobre isso.
Cada um sabe o que faz com seus filhos e o que dá a cada um deles. Concordo que o significado da Páscoa, para quem é católico claro, é muito maior, nem se compara a um chocolate, assim como no Natal também. Dia das mães, dos pais... são datas comemorativas porém exclusivamente COMERCIAIS e mesmo assim temos o costume de presentear. Não estou falando em dinheiro, eu mesma nessa páscoa fiz os ovos de chocolate dos meus filhos porque não teria como comprar, estou falando do gesto.

A infância está cada vez mais curta. Tudo está sendo muito acelerado. Lembro das minhas Páscoas, Natais, Dias das mães, dos pais, das crianças, enfim... lembro com muito amor, muito carinho. Lembro da minha expectativa pra ver as pegadas do coelhinho no Domingo de manhã, de esperar o Papai Noel e escrever cartinhas pra ele. São lembranças que a gente leva pra vida.
Criar lembranças faz parte da infância, faz parte da nossa imaginação.


Faço questão de criar essas memórias nos meus filhos. De enfeitar a casa, cantar musicas de coelhinho e papai noel, fazer uma mesa - simples - de café da manhã na Páscoa, incentivar desenhos e cartinhas, contar os dias que faltam no calendário, enfim... Isso não tem nada a ver com consumismo! Isso tem a ver com imaginação, fantasia, infância!

Meus filhos sabem que os presentes de Natal e Páscoa NÃO são dados pelo Papai Noel nem pelo coelhinho, inclusive sabem o real significado de cada data. Nós falamos a eles que a gente dá o dinheiro pro respectivo personagem e ele compra. Ou seja, depende sim do nosso dinheiro, do comportamento deles para conosco e não para com o fulano. Este ano nenhum ovo de Páscoa tinha brinquedo dentro e tudo bem pra eles, só não acho que porque a situação financeira anda crítica e que todos estejam muito politicamente corretos, que eu preciso arrancar a força a fantasia deles.

Deixem eles serem crianças! Acreditarem em inocentes coelhos entregadores de ovos e em gordinhos de vermelho com roupa de inverno em pleno verão! A infância passa tão rápido, a vida adulta é tão dura e cheia de boletos. Deixem eles aproveitarem a inocência.

Vai ter coelhinho, vai ter papai noel, vai ter tudo isso e se reclamar, vai ter até dois de cada (já que de duplas eu entendo!)

Um comentário:

  1. Concordo Bruna!!!Fica uma lembrança tão gostosa.... Até hj lembro que fazíamos questionário pro coelhinho responder, cartilha pro papai noel....

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário! :)