Buscar

Seguidores

Visitas



A importância do café da manhã pras crianças

Todo mundo já deve ter ouvido a frase “come alguma coisa antes de sair”, certo? Pois bem, hoje ela serve e muito para as crianças, principalmente pensando na primeira refeição do dia: o café da manhã! Aliás, o café da manhã é importante para todas as crianças, não apenas para aquelas que saem para escola ou outra atividade logo após acordar.

O café da manhã é a refeição que vai conferir energia para o organismo após uma noite de sono (consequentemente, um longo período sem alimentação), e vai “dar combustível” para o organismo enfrentar o dia que vem pela frente!
São vários os motivos para as preocupações atuais acerca desta refeição, que muitas vezes é ignorada pelos adultos e também pelas crianças!

Na foto do nosso café, não estava na mesa a banana e o leite, porque comprei só na manhã do dia seguinte (essa foto foi tirada à noite, que já deixo pronto pro outro dia)

Cientificamente falando, existem diversos estudos publicados, que mostram a importância do café da manhã. Crianças que tomam café da manhã apresentam melhor desenvolvimento cognitivo e em testes de memória; quando a criança faz esta refeição tem melhor aporte de macro e micronutrientes, além de ter incentivo para um melhor funcionamento intestinal; e ainda, crianças que não realizam desjejum tem maior probabilidade de desenvolvimento de obesidade (como o organismo percebe a “falta” de alimentos, estimula o consumo de alimentos com mais energia nas próximas refeições) ... por isso é tão importante incentivar os pequeninos para que tenham o hábito de realizar café da manhã!

E quando começar a oferecer o café da manhã?

Esta é uma dúvida bastante recorrente. Normalmente sugiro que a rotina do café da manhã inicie conforme a aceitação da criança no período de formação dos hábitos, e introdução alimentar! 
Se pensarmos na teoria ideal: aos 6 meses estaremos iniciando oferta de frutas no lanche da manhã, e ao final do sétimo mês estaremos oferecendo as 2 principais refeições e os 2 lanches intermediários, teremos um bebê com a alimentação “organizada” aos 8-9 meses, quando então, vamos evoluir a consistência para a alimentação da família até chegar aos 12 meses! Aqueles que têm filhos sabem que esta fase inicial da alimentação às vezes pode ser um pouco difícil de organizar e de se estabelecer, então minha sugestão é iniciar a implementação da rotina do café da manhã a partir dos 12 meses, quando a criança já está com a consistência da alimentação conforme alimentação da família! Sempre lembrando que, para aquelas crianças amamentadas, o leite materno deve continuar na rotina alimentar, e deve ser a fonte láctea do café da manhã!

Eventualmente, é possível iniciar antes a oferta de alimentos no horário do café da manhã, mas nem sempre as crianças terão capacidade gástrica para realizar refeições mais complexas, e podem não aceitar uma ou outra refeição interferindo no estabelecimento da rotina alimentar e principalmente na aceitação das frutas no lanche da manhã (um bebê de 8 meses pode aceitar o “mamá” ao acordar e depois a fruta no meio da manhã, normalmente, mas de oferecermos algum outro alimento após o leite, ele pode não aceitar a fruta...).

E o que oferecer de café da manhã?

Algumas sugestões:

Leite/ iogurte: para as crianças amamentadas oferecer leite materno; para as crianças em uso de fórmulas, manter a oferta, conforme prescrição do médico ou nutricionista; para aquelas que aos 12 meses iniciaram uso de leite de vaca, é possível oferecer 1 porção de até 150mL, de preferencia sem adição de achocolatado ou açúcar, ou cereais; iogurtes: preferir os naturais, com polpa de frutas, sem muitos corantes (depois dos 2 ou 3 anos, é mais tranquilo utilizar o achocolatado!)

Pães: pão francês, pão de forma, pão caseiro, biscoito água e sal

Fruta: mesmo que a criança tenha a fruta como lanche da manhã, outra porção de fruta pode ser oferecida no café da manhã;
Para acompanhar: queijo, requeijão, manteiga

Cereais matinais: muitas crianças adoram os cereais, e estes podem ser ofertados, claro que os mais conhecidos, com mais açúcar não podem ser a rotina habitual, mas de vez em quando tudo bem!!! Mas atenção, para crianças menores: NÃO OFERECER CEREAIS TIPO SUCRILHOS E NESCAU BOLINHA, pois estes contém muito açúcar e são desnecessários nesta fase; prefira flocos de milho ou outros sem açúcar de adição (aquele açúcar que fica por cima do cereal) e sem achocolatado nesta fase inicial.


Ah, uma última dica! Seja o exemplo pra seu filho! O café da manhã além de super importante por tudo que foi comentado, é uma ótima oportunidade para os pais mostrarem para os filhos as delícias da alimentação saudável! E ainda, é um momento muito agradável para se fazer uma refeição em família! (vale acordar 15 minutinhos mais cedo para instituir o café da manhã na rotina!!) 


Site da nutricionista para contato: http://anacterrazzan.com/

2 comentários:

  1. Café, café da manhã eu não consigo dar pro Miguel. É um mamá, em seguida ele come uma fruta e um biscoito salgado ou Maria ou uma fatia de bolo sem cobertura. Nos finais de semana que a gente toma o café mais tarde, ele se anima de sentar à mesa conosco e comer junto.
    Gostei da dica dos cereais, o Miguel adora cereal!!!
    Bem legal o post, Bruna.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ótimo post...
    Acho a boa alimentação fundamental, lá em casa nada de besteiras!
    ;)

    www.vivendo-a-maternidade.blogspot.com

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário! :)