Buscar

Seguidores

Visitas



Dúvidas sobre alimentação - Parte II


Semana passada postei aqui no blog uma série de perguntas que vocês enviaram e que a nutricionista materno-infantil Ana Terrazzan respondeu pra gente. O post fez sucesso e resolvemos fazer uma "segunda parte" dele.




Segue abaixo mais algumas questões sobre alimentação e... COMPARTILHEM:

"A quantidade de conservantes da gelatina sem sabor é superior a quantidade de conservantes das gelatinas com corantes? O conservante é mais ou menos prejudicial que o corante?"

Para responder com absoluta certeza sobre a quantidade tanto de corantes quanto de conservantes, seria necessário um estudo mais aprofundado, dos rótulos de cada uma das marcas de gelatina, e ainda ligações para os SACs das empresas para conferir e tirar dúvidas de tudo!

Mas, existem marcas de gelatinas “SEM SABOR, SEM CORANTES E SEM CONSERVANTES” que normalmente são encontradas em casas de produtos naturais. Das industrializadas comuns, a gelatina sem sabor da “Royal” lista nos ingredientes “GELATINA COMESTÍVEL”, e mais nada, logo não deve conter conservantes, ou corantes. A gelatina da “Dr Oetker” não especifica os ingredientes no site. Mandei email solicitando a informação! Caso respondam, encaminho para vocês!
  
Tenho duvidas em relação a quantidade de carne diária para uma criança de 1 a 2 anos? Verifiquei no quadro do post 2 porções, mas o tamanho do pedaço de carne segue a orientação igual do adulto "a palma da mao" do bebe?

Para facilitar, segue as quantidades e medidas caseiras preconizadas pela Sociedade Brasileira de Pediatria! (Manual Nutrologia SBP -2012) - imagem abaixo

Gostaria de saber qual a quantidade de ovo indicada para crianças de 1 ano e meio e as diferenças de ovo de codorna x ovo de galinha.

Os ovos entram no mesmo grupo das carnes, e para esta faixa etária, são necessárias 2 porções deste grupo, por dia. A quantidade é a recomendada na imagem abaixo.


Como deve ser o cardápio matinal de um bebê de mais de 1 ano que ainda mama no peito? Meu filho de 1 ano e 3 meses não come. Ele mama no peito então não quer comer. Tem dias que come 5, 6 colheradas de almoço e jantar e peito, não aceita mais nada. Como estimular o apetite?

Bom, seria necessário uma avaliação mais minuciosa para entender os motivos da recusa alimentar. Bem como, para orientar a rotina. O pediatra deve ser consultado, para que seja feito exame clínico, solicitação de exames laboratoriais para verificar se há alguma deficiência. E claro, oriento consulta com nutricionista infantil, para que possa ser desenvolvida uma estratégia de educação nutricional, a fim de melhorar o consumo alimentar.
Lembro que, o aleitamento materno deve ser mantido, até os dois anos ou mais, conforme as recomendações da OMS e Ministério da Saúde, então, a reorganização deve ser feita, de forma a propiciar a manutenção do AM. Contudo, nesta faixa etária, de fato, a criança já deve aceitar alimentação da família.
Seria interessante verificar outros fatores que podem interferir no apetite, antes de culpar o aleitamento por esta recusa! Mas também é importante que haja rotina para a alimentação, e neste caso, seria interessante avaliar a necessidade de implementar a rotina também, para os momentos da amamentação. Caso você esteja em casa com seu bebê, seria interessante ele mamar ao acordar (como café da manhã), durante a tarde (lanche da tarde) e antes de dormir. E realizar almoço e jantar com a família e mais os lanches (frutas e/ou pão). Este mini esquema seria um resumo do padrão, mas cada caso é um caso, não há como orientar sem conhecer as particularidades!
E para estimular o interesse pela comida: deixe os alimentos ao alcance da criança, para que ela possa levar à boca, brincar, conhecer o alimento.
  
O uso de molhos prontos, estilo “fugini” pode ser prejudicial para crianças de 2 anos? Uso sempre por praticidade.

Olha, os industrializados estão em nosso dia-a-dia, não há como negar! Não são exatamente prejudiciais e podem ser utilizados. Eu particularmente prefiro que seja então o molho de tomate, pois os brancos tem muita gordura. E ainda assim, sempre vale deixar alguns potinhos de molho congelado para a correria do cotidiano! (se der tempo, fazer no final de semana e congelar para a semana é uma boa!)

Qual o limite diário de suco para uma criança de 2 anos?

Então, os sucos entram na categoria frutas, e, para esta faixa etária, são recomendadas 4 porções de frutas/dia. O problema é que normalmente, para preparar um copo de suco já utilizamos mais de uma porção de fruta! O ideal preferir as frutas mesmo. E deixar o suco para ocasiões em que a fruta não possa estar presente no lanche, ou refeição. Eu sugiro uma quantidade de 100mL de suco, após o almoço ou no lanche da tarde. E além desta quantidade, a criança deve tomar água!

Chá é prejudicial?

Esta pergunta é ampla!!

Pensando em crianças: A RECOMENDAÇÃO É DE NÃO OFERECER ÁGUA,CHÁS OU OUTROS LÍQUIDOS NOS PRIMEIROS SEIS MESES DE VIDA, PARA AQUELAS CRIANÇAS EM ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO. E para mim, as crianças não precisam tomar chás! Elas precisam aprender a tomar água! Quando as crianças forem maiores, uma xícara de chá de camomila ou erva-doce em dias mais frios, não faz mal, desde que não seja oferecido demasiadamente.

Existe algo escrito nos rótulos como “acidulante” e coisas do tipo que eu não sei o que é, mas que consta em praticamente todos os sucos e bebidas. O que NÃO PODE CONTER e devemos ficar atentas?

Esta pergunta foi respondida no post anterior! Atenção à quantidade de sódio e gordura Compare entre produtos similares, e escolha o que tem menor quantidade. E também, atenção nos ingredientes: sempre que possível o ideal é evitar aqueles com adição de açúcar!
  
Qual a diferença entre bebida láctea e iogurte líquido e no que isso interfere na alimentação??

A bebida láctea é caracterizada pela diluição do leite em seu soro, enquanto iogurte não necessariamente tem adição de soro do leite. Além disto, o iogurte tem maior concentração de proteína e cálcio. A escolha por um ou outro depende o objetivo a ser alcançado. Para crianças o ideal é utilizar o iogurte, tendo em vista a diferença em termos de nutrientes.

Qual o melhor iogurte para dar pras crianças?? Esse novo tipo “grego” que está sendo bastante consumido, é bom? Meu filho adora o Grego de Frutas Vermelhas.

Bom, em primeiro lugar, conforme a resposta anterior, eu sempre prefiro os iogurtes às bebidas lácteas (tanto para os pequenos quanto para as gestantes e puérperas), então normalmente eu recomendo que escolham, conforme aceitação da criança, um IOGURTE. = sugestão: Danone (potes azuis), Nestle (potes individuais), Piá Essence, Vigor (potes individuais), Do tambo, Sanssouci... enfim, vários! Indico também uso de iogurte natural, que mesmo sendo mais azedinho, as crianças adoram! Quanto ao Grego... meu problema com ele é simples: em 100g tem em média 4.8g de gordura, enquanto para outros iogurtes, esta quantidade é encontrada em 200g (ou seja, o grego tem o dobro de gordura!). Então sugiro, cautela! E não deixe este ser o único iogurte da alimentação do teu filho.

Qual a diferença entre leite de saquinho para leite de caixinha??

O leite de saquinho é pasteurizado (aquecimento até 72o C, que elimina as bactérias patogênicas). Enquanto o leite de caixinha passa pelo processo UHT (temperatura ultra-alta), e este processo tem o poder de isentar o leite de qualquer bactéria. A questão é que junto com as bactérias, no processo UHT, também são eliminadas boa parte das vitaminas do complexo B, e os organismos pro bióticos. E, o leite de caixinha contém conservantes.

Mais posts da Dra. Ana:
Receitas para alérgicos à Proteína do Leite Vaca (APLV)
Tirando dúvidas sobre alimentação - Parte I
Workshop Alimentação Infantil (Gente Miúda e Dra. Ana Terrazzan)

Quem quiser agendar consultas com a doutora Ana Carolina, se disser que é indicado do GM, ganha um desconto BEM BACANA! Vale pelo menos procurá-la, mandar um e-mail, mensagem no Facebook, quem sabe!

Segue aqui os contatos dela:


8 comentários:

  1. Novamente muito bom o post, Bru.
    Ja estou com mais perguntas prontas para a nutri!!! =)

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mel! Agora não terão mais perguntas, mas vale falar com ela pra uma consulta!

      Beijos

      Excluir
  2. Obrigada mais uma vez gurias!
    Ótimas informações!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Já estou compartilhando por aí! Esse assunto interessa à todas às mamães do mundo, né? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Julia! Sim, interessa para as mães que se interessam em oferecer saúde aos filhos! 99% delas! Hehehe..

      Beijocas!

      Excluir
  4. amei as dicas anotando tudinho
    aqui,
    linda tarde bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei Bruna as dicas. è sempre bom saber o que é melhor para os nossos filhos.beijos

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário! :)