Buscar

Seguidores

Visitas



Final de Semana sem os filhos?!

Acho que quem lê meu blog sabe que eu sou separada e que os guris veem o pai deles toda semana. Há algum tempo eles têm ido vez ou outra dormir por lá. Sei que eles adoram ir pra lá, brincam bastante, chegam bem dispostos e recebem atenção, carinho e educação. Já passei a fase do choro quando eles saíam.
Antes eu chorava à noite, não conseguia sair com meus amigos e desligar a cabeça. Estava sempre com saudade, pensando "será que jantaram?", "será que não vão cair da cama?", "será que estão sentindo a minha falta?".
O pai deles e eu combinamos que, caso houvesse choro, me chamassem muito e etc, ele os traria de volta independente do horário. Isso nunca precisou ser feito, o que eu achei ótimo, no fundo dá um sentimento confuso, mas significa que eles gostam de estar lá mesmo, se sentem em casa.

E com isso, aos poucos fui me acostumando e hoje fico tranquila quando vão, nem mando 20 sms perguntando como estão, se jantaram, se dormiram, o que estão fazendo.

Aproveito os dias que eles não estão pra adiantar o trabalho, organizar o que preciso, cuidar de mim, banhos demorados, ver um filme inteiro no meio da tarde, caminhar, sair à noite, conhecer lugares e gente nova. É necessário, faz bem pra pele e pra cabeça.

Escrevo isso com o intuito de mostrar às mães solteiras que existe vida quando não estamos com nossos filhos embaixo do braço. Não somente pras solteiras, mas pra todas. Permita-se sair, se divertir, deixe os filhos com alguém da sua super confiança, faça uma adaptação se for necessário, mas aproveite algumas horas pra ouvir uma boa música com os amigos, sair pra jantar com o marido/namorado, aproveite algumas horinhas, faz bem de verdade.

Eu aproveito um pouco quando posso!







Mãe sim e mulheres também! :)

11 comentários:

  1. Olá Bruna!
    Estou amando ler e reler suas postagens...é uma delícia a como vc escreve!
    Parabéns!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Adriana!! Fico feliz que esteja gostando!!! Bem vinda!!!

      Beijos

      Excluir
  2. Bah, hoje em dia eu já consigo relaxar quando o Miguel não está em casa, mas não foi fácil.
    Lembro que nos primeiros dias que deixava ele na escolinha e voltava pra casa ficava me sentindo culpada e me intupia de coisas pra fazer ao invés de descansar. Outra situação que foi esquisita pra mim foi a primeira vez que ele dormiu fora de casa, foi com os avós pessoas que confio muito e que me trariam ele correndo se ele chorasse muito ou ficasse pedindo por nós. Mas convesso que foi muito estranho estar em casa só eu e o meu marido, principalmente na hora de dormir, não ter que fazer todo aquele ritual... acabamos nem aproveitando juntos, mas foi a primeira vez, pretendemos fazer isso novamente.

    Mas a gente tem que ir fazendo por mais que as primeiras vezes sejam um desastre, heehhe. Com o tempo a gente se acostuma.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu também estou como você agora. Como sou mãe solteira também, quando meu Arthur vai pra lá sei que ele está sendo muito bem cuidado, mas continuo ligando e ligando para a vovó dele pra saber as novidades kk, nao sou de ferro ne.
    E com certeza precisamos muuuito desse tempo pra nós, para nos recompor, cuidar e destrair né.
    Beijos, e adorei esse post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bárbara! Então, eu também mando várias msgs pra saber de tudo, mas consigo ficar relaxada, quando sei que já dormiram então, é mais fácil.

      Beijocas!!!

      Excluir
  4. Gurias!
    Adorei o que a Bru escreveu!
    Acho que isso serve para todas as mães pensarem e refletirem sobre o assunto, de que todas, independentemente de sermos solteiras ou casadas, precisamos de um tempo só para nós, nem que seja pra fazer NADA....
    Desde que a Valentina nasceu, fui privilegiada por ter comigo uma pessoa em que confiava para ficar com a minha filha, além da minha mãe, embora eu raramente saísse sem levar a bebê comigo... Lembro da minha primeira saída: fui na manicure, um aperto nocoração, vários serás na cabeça, mas quando cheguei em casa, estava lá a guria, super bem! e assim foi indo... até que hoje em dia, além do tempo que passo fora trabalhando, me permito sair todas as sextas a tarde para fazer coisas só pra mim....
    Carpe Diem, gurias! Sem culpa!
    bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Dani! É necessário as vezes. Até pra qualidade do tempo com nossos filhos seja mais apropriada, né! :)

      Beijocas!

      Excluir
  5. Bruna,
    Meu filhote tem a idade dos seus guris, é do dia 13/03/11.
    Também sou mãe solteira, e a cada 15 dias ele vai pra casa do pai, assim como você eu aproveito, durmo até tarde, saio com os amigos!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que ser né Ju!! Não dá pra gente ficar só em casa, senão eu piro!!!

      Beijocas

      Excluir
  6. Sempre dá uma saudadezinha, uma sensação de que tá faltando alguma coisa, um silêncio estranho... Mas é essencial pra alma, pra cabeça, pro corpo!
    Eu tenho 2 filhos. A Bruna ainda não ficou pra dormir, pois tem apenas 7 meses.
    Tenho a sorte de contar com minha mãe e minha sogra. Além das dindas, que são ótimas! Ou elas ficam com as crianças, ou vão comigo quando não tem outro jeito!
    Dá pra sair, se divertir e até ficar de pernas pro ar de vez em quando...
    Agora tô estudando é uma forma de fazer uma atividade física, pois aí preciso de alguém com a Bruna pelo menos 2x na semana!

    ResponderExcluir
  7. Ai que dwlíciaa Bru!! Tu merece muito mesmo! E sei bem o que é isso... mas estes dias sai sem as crianças e não sabia o que fazer na rua.. ehehehe, fiquei meio perdida(achoque esqueci o que é ir para um bar)
    beijoesssss

    http://www.antonellaesuaboneca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário! :)