Buscar

Seguidores

Visitas



Transporte seguro de crianças em veículos Parte 1: Para crianças de 0 a 1 ano


“O transporte seguro das nossas crianças é um assunto que interessa pais, tios, avós, enfim, todos aqueles que têm contato com crianças. Transportá-las com segurança é um dever de todos.

Por lei toda a criança deve ser transportada de maneira correta no veículo, conforme peso, idade e altura.   

Hoje iremos falar do transporte de crianças de 0 (zero) a 01 (um) ano de idade, isso mesmo, na saída da maternidade o seu bebê já deve estar na cadeirinha, neste caso, o ideal é ser colocado um pequeno travesseiro nas laterais da cabeçinha do bebê para dar um pouco mais de segurança.

Esse transporte só poderá ser feito através do uso da cadeirinha mais conhecida por “bebê-conforto”, são adequadas para bebês recém-nascidos até cerca de 9 kg (algumas até 13 kg), por serem mais reclinadas, devem ser instalados no sentido inverso ao da posição normal do banco traseiro, com o cinto de segurança devidamente ajustado.

A vantagem é que você pode tirar o bebê-conforto do carro sem acordar o seu bebê. Uma das desvantagens desse modelo de bebê-conforto é que, depois que a criança chega ao limite de peso (9 kg ou até 13 kg), é necessário comprar outra poltrona. Se a criança ainda não tiver 1 ano, a nova cadeira terá de ser do tipo reversível (as cadeirinhas do tipo reversível são cadeirinhas projetadas para carregar desde recém-nascidos até crianças de cerca de 16 kg ou mais).

É importante dizer que atualmente fabricantes e especialistas recomendam que se mantenha a criança virada para trás pelo máximo de tempo possível (até o limite de peso de cada modelo), o difícil é fazer com que as crianças não queiram vir olhando o movimento da rua, as minhas pequenas já não querem mais andar de costas, adoram ficar em pé na rua, mas temos que pensar na segurança dos pequenos.

Algumas mães ou pais ficam um pouco preocupados em deixar o bebê sozinho no banco traseiro, pois como viajam de costas, não sabem se o bebê está bem, pois pode ter vomitado, se afogado ou estar apenas chorando, sentindo nossa falta; mas existem algumas soluções, eu por exemplo, optei por ir no meio dos dois bebês confortos, assim posso ir distraindo as moçinhas até chegarmos em nosso destino, mas também há pais que instalam um espelhinho no banco traseiro para poder “espiar” o bebê durante o percurso, outros colocam um filminho para distrair os pequenos.

Os veículos que possuem apenas cintos de segurança com dois pontos, em geral os modelos fabricados até 1998, a orientação do Denatran é de que o transporte de crianças com menos de 10 (dez) anos deve ser feito no banco dianteiro com o dispositivo de segurança adequado (bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação). Ou, então, nesses veículos as crianças de quatro a sete anos e meio podem ir no banco traseiro, com o cinto de dois pontos, sem o dispositivo.

Não preciso nem dizer que para os que desrespeitam a legislação a infração é considerada gravíssima e o motorista recebe multa de 7 pontos no prontuário da Carteira de habilitação, além do veículo ficar retido até que a criança seja acomodada corretamente”.


Colaboradora: Gislaine Notargiacomo


Responsável pelo texto acima.


3 comentários:

  1. olá,
    excelente texto.. estamos tão acostumados a sentir dúvidas em meios de trasporte convencionais, como veículos de passeio ou motocicletas, no entanto, caso seja possível, gostaria de entender também a questão no que compete o trasporte de crianças em barcos, lanchas e jet sky,
    mais uma vez parabéns
    fabricio

    ResponderExcluir
  2. Olá Gisa....parabéns pelo teu texto e oportuno.
    Parabéns!!!
    Geni

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, muito esclarecedor.
    Parabéns, Gisa!
    Beijos

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário! :)