Buscar

Seguidores

Visitas



Terça Insana: Ser gordinha é mais barato...

Eu não sei fazer dieta. Nunca tive que fazer. Sempre gostei de alimentos integrais, saudáveis, sucos, não gosto muito de doces, além de ter tendência a ser magra. Na gravidez engordei 22Kg, que foi barriga e inchaço nos pés e pernas somente. Tanto que em duas semanas eu já estava com meu peso anterior.
Acontece que o corpo não volta tão rápido, fica flácido, algumas vezes com estrias (eu não, gracias!), coisamaislindadever.
Não me sinto gorda e se eu disser isso vai ter gente me aniquilando, não estou pedindo elogios, ok?!
Não estou acima do peso também, mas no meu caso, o que eu preciso é fazer exercícios pra firmar um pouco mais a barriga (e se ela diminuísse um pouquiiinho, eu não me ofendia), me viro como eu posso já que no momento não tenho como fazer academia.

Já fiz acompanhamento com nutricionista, mas isso foi bem antes de ficar grávida, e foi uma reeducação alimentar, já que eu não queria emagrecer, mas melhorar minha forma de alimentação. Ótimo, perfeito. Só não foi tão perfeito porque na hora de calcular quanto iria sair do meu bolso pra fazer aquilo quase tive um ataque do coração.

A televisão, as revistas, os profissionais, todos te indicam comer produtos mais naturais, orgânicos, light, integrais, etc.. Mas vocês já compararam esses produtos aos similares "normais"??

É mais barato ser gordinha do que ser magra. É uma contradição, já que em tese, os gordinhos comem mais e por consequência gastam mais. Acontece que comem errado, e é isso que engorda. Claro, com exceção de quem é gordinho por problemas hormonais, medicamentos, entre outros que não seja 'excesso de comida'.

Olhem a comparação que fiz através do site de um supermercado:

Notem que em alguns casos a quantidade do mais caro é MENOR ainda!




Imagens: Nacional

É caro!!! Não queiram me convencer do contrário!
Eu sei que é mais saudável, que é isso ou é aquilo, mas que é caro é!

Pode ser pouca a diferença, mas pra uma família que consome muito esses produtos ou que é grande, acaba ficando pesado, concordam??

Se o governo quer tanto que os brasileiros tenham uma alimentação mais saudável, mais saúde, que comecem diminuindo os impostos e aumentando a produtividade do que realmente faz diferença!

Beijos,
Bru.

8 comentários:

  1. Não esqueça dos legumes e verduras e coisas do tipo os "orgânicos" são super mais caros tipo 3X ou mais o preço dos "não orgânicos", e confesso que ficar usando essa maldita expressão "orgânico" em casa de quimicos gera a maior piada hehehehe
    :P
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Gostei Bru! Apesar de não querer emagrecer, mas sim engordar, a gente consome alguns alimentos integrais por reeducação alimentar mesmo, pra ter uma vida mais saudável. Pão integral impera 65% dos dias do nosso café-da-manhã, depois uns 5% é do pão frances (de vez em quando é tããão gostoso, rsrsrs), e os 30% restantes são de outras coisas, tipo uma papa de aveia, ou um mingau de neston, vitamina caprichada, etc. Fazemos o máximo pra evitar o pão frances ou o de leite de forma de manhã. E tbm quase não comemos frituras. Nessa parte tem um esforço grande da nossa parte, aliás,a gente queria poder fazer mais, com os alimentos orgânicos como a Mi falou no comentário acima, porém ainda não achei um lugar aqui em Campinas com preço razoavelmente acessível =P

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente!!! E tem mais a academia, peodutos esteticos, massagens...

    ResponderExcluir
  4. Sim e se é só tu em casa que tá consumindo esses produtos eles estragam antes de terminarem, eu não consigo tomar sozinha uma caixa de leite desnatado, comer um pacote inteiro de pão integral por exemplo. Sai caro sim emagrecer. Fora o dinheiro que já gastei em revistas do estilo boa forma hehe.

    ResponderExcluir
  5. Bruna, quando estava grávida fui a uma nutricionista ótima que me ajudou muuuuuuuuuuuuito!!! Nunca consegui ter disciplina pra fazer dieta tb, só de pensar que iria ter que parar de comer chocolate eu detonava umas 3 barras de despedida, hahaha. Mas ela me deu uma tabela pra fazer uma reeducação alimentar, combinando os gêneros de alimentos, o que realmente precisava estar no prato e com o que eu podia combinar que não daria o "engorde", digamos assim. E eu sou bem chata pra comer, assim, pude combinar o que eu gosto de comer só que com as quantidades e com os grupos certos. Tipo: adoro arroz, feijão, purê de batata e bife. Tive que aprender a optar entre a batata e o arroz no nesmo prato. E fazer 6 refeições por dia. E melhor: aind aposso comer chocolate todos os dias!!! =D Confesso que é um saco no início recorrer à tabela pra lembrar o que combina com o que, mas depois que acostuma é bem legal, Bjs

    ResponderExcluir
  6. Você está certíssima. Esses dias vi uma reportagem sobre alimentos com agrotóxicos e fiquei apavorada. É um literalmente um veneno pro nosso corpo, mas como consumir o orgânico sem estourar o orçamento isso eu ainda não sei. Aqui na minha cidade tem uma feira do produtor onde pequenos agricultores vendem frutas, verduras, queijos e outros a preços acessíveis (ainda assim mais caro que o "normal"). Agora com criança em casa ficamos ainda mais preocupadas... O jeito é ir trocando uma coisa ou outra, na medida do possível, e esperar que num breve futuro a coisa mude. Adorei seu blog! Beijo

    ResponderExcluir
  7. Dependendo do porque se é gorda não é mais barato não é mais caro, pois as roupas de tamanhos especias são o dobro do preço das "comuns", além de medicamentos para cada caso de "gordura". Pesquisa feita recentemente e que apareceu no fantástico diz que produtos especiais para emagrecer não fazem o nosso organismo produzir LEPTINA – Produzida pelas células do tecido adiposo, atua no centro de saciedade no cérebro, o hipotálamo. Assim cai a ingestão de alimentos e cresce o gasto energético. Sofro com problemas de obesidade desda adolescência antes de ter o Vitor perdi 22 quilos, hoje está mais difícil pois o emocional está comprometido também, e digo com anos de experiência nisto, uma pessoa comum com renda muito baixa também consegue emagrecer, mesmo comendo errado, desde que coma pouco e de três em três horas que é o tempo correto que o estômago leva para digerir o alimento, exceto carne. E deve ter força de vontade, muita força!

    ResponderExcluir
  8. A reeducaçao alimentar é oteeema!to pecisando voltar!tem uns quilinhos a mais me incomodando!^^
    mas esse produtos consideramos mais saudaveis sao caros mesmo!

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário! :)