Buscar

Seguidores

Visitas



1 Mês - Marcos de Desenvolvimento

Cabeça mais firme 

Os músculos do pescoço estão ficando mais fortes, o que permite ao bebê manter a cabeça erguida por breves períodos. Ele também consegue levantá-la um pouco quando está de barriga para baixo e pode até conseguir virá-la de um lado para o outro. Pode ser que ele erga a cabeça enquanto estiver na cadeirinha do carro ou em um "canguru", especialmente se tiver um bom apoio lateral e se você utilizar protetores acolchoados de cabeça, feitos justamente para essas situações. 

Explorando as extremidades 

Ao nascer, seu bebê não tinha a menor idéia de que braços e pernas faziam parte dele. Agora isso começa a mudar, à medida ele inicia a exploração do corpo. As primeiras partes que vai descobrir são mãos e pés. Você pode estimular o interesse segurando os braços dele em cima da cabeça e fazendo brincadeiras como "dedo mindinho, seu vizinho..." ou contando os dedinhos do pé. 

A sós 

Os bebês não só adoram sugar; eles também precisam sugar. Você já deve ter reparado que uma chupeta faz maravilhas para ajudar seu filho a se acalmar sozinho, mas, se ela não estiver por perto, o bebê tem a chance de conseguir encontrar o polegar ou outros dedos para chupar. 

Olha quem está falando agora! 

O bebê de 1 mês tende a emitir vários sons, como resmungar e "cantar" para expressar o que sente. Certifique-se de fazer a mesma coisa, conversando com ele bem de perto. Alguns bebês podem começar a dar gritinhos e gargalhadas. Mesmo se você estiver ocupada em algum outro lugar da casa, só de ouvir sua voz a criança ficará feliz. 

Embora desde os primeiros dias ele soubesse reconhecer você, ao final do mês talvez ele já consiga demonstrar isso. Cerca de metade dos bebês nesta fase começa a provar que reconhece os pais e reage de forma diferente em relação aos desconhecidos. Seu filho poderá se acalmar com você e manter contato visual; alguns bebês já sorriem ao ver o pai ou a mãe. 

Gosto pela música 

Agora que o bebê fica acordado por mais tempo durante o dia, você pode aproveitar para estimular o desenvolvimento sensorial dele. Tente cantar ou tocar música. Até o tiquetaque de um relógio vai diverti-lo. Quanto mais variados os sons, maior o impacto. E, com o tempo, você vai perceber que seu filho começa a ter gostos e a reagir com mais prazer a certas escolhas sonoras. 

Os olhos acompanham objetos 

Depois que aprendeu a fixar o foco com os dois olhos, seu filho consegue agora acompanhar um objeto em movimento -- algo que pode ter feito por curtos intervalos desde o nascimento. Um simples chocalho que você passar diante dos olhos da criança deve bastar para impressioná-la. Ou você pode brincar de se aproximar bastante do rosto dela e ao poucos mexer a cabeça de um lado para o outro, o que deve fazer com ela acompanhe o movimento. 

Apesar de existirem brinquedos especialmente voltados para o desenvolvimento de bebês, saiba que você pode se virar perfeitamente bem com coisas que tem em casa. Agite papel alumínio ou um utensílio culinário colorido diante de seu bebê. Depois, tente movimentá-los de cima para baixo. Isso deve atrair a atenção da criança, mesmo que ela só vá conseguir acompanhar movimentos verticais com mais precisão em aproximadamente três meses. 

Será que o desenvolvimento do meu filho é normal? 

Lembre-se, cada bebê é de um jeito e atinge os marcos de desenvolvimento físico no seu próprio ritmo. O que apresentamos são apenas referências das etapas que seu filho tem potencial para alcançar - se não agora, em pouco tempo. 

Caso seu filho tenha nascido prematuro, você provavelmente vai notar que ele leva um pouco mais de tempo para fazer as mesmas coisas que outras crianças de idade similar. Por esse motivo, os pediatras costumam dar aos prematuros duas idades: a cronológica (guiada pelo aniversário) e a corrigida (calculada como se ele tivesse nascido no dia em que a gestação completaria 40 semanas). Você deve comparar seu bebê com a idade corrigida, e não com a cronológica. E não se preocupe, a maioria dos médicos avalia o desenvolvimento do prematuro contando a partir da data que era prevista para o nascimento, e acompanha todo seu progresso levando isso em conta. 

* Pedro e Lucca sorriem pra mim quando conversamos. Nem sempre, é claro, mas já fui privilegiada pelo sorriso intencional deles, que não é mais apenas reflexo muscular.

2 comentários:

  1. A paz do Senhor Jesus,
    Excelente estas postagem, e o conteúdo deste abençoado Blog !
    Já estou seguindo.
    Celebramos a nossa parceria!

    Aproveito a oportunidade
    Para lhe convidar para ser
    Mais um amigo da “ROCHA”

    www.afamilianarocha.blogspot.com

    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Ai que fofinhos!!! Imagina qdo estiverem dando gargalhadas... que gostoso!!!
    E eu nem vou conseguir participar de pertinho...
    Beijos pro trio maravilhoso!!!

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário! :)